Airbus fecha venda recorde de US$50 bilhões. Boeing responde...

O fundo de investimento norte-americano Indigo Partners encomendou 430 aviões à Airbus, sendo este um negócio recorde. A concorrente norte-americana não esperou muito tempo para responder.

Várias pessoas esperam pela apresentação do Aiurbus A320neo, em 2014. Airbus

A fabricante de aviões Airbus anunciou o maior negócio da sua história, tendo conseguido 49,5 mil milhões de dólares pela venda de 430 aviões A320neo. A compra foi feita pelo fundo de investimento norte-americano Indigo Partners e vai permitir à Airbus ganhar vantagem sobre as suas concorrentes no Dubai Air Show, uma feira de aviões que está a decorrer no Dubai.

O Indigo Parterns, que detém as transportadoras low cost Frontier Airlines nos EUA, JetSMART no Chile, Volaris no México e Wizz Air na Hungria, duplica assim a sua frota de Airbus, tornando-se ao mesmo tempo um dos maiores clientes da empresa francesa. O negócio inclui 273 mais pequenos e 157 de uma versão maior.

Na conferência de imprensa após o negócio, o presidente do fundo, Bill Franke, afirmou que este compromisso “sublinha a nossa visão otimista do potencial de crescimento da nossa família de companhias low cost, bem como a certeza de que a família A320neo é uma plataforma para esse crescimento”. Para a Airbus, representada na conferência pelo CCO John Leahy, este é um negócio “muito gratificante para nós” e que consolida a Indigo como “um cliente e apoiante extraordinário”.

Este poderá não ser o último negócio da Airbus no Dubai Air Show, visto que esta terça-feira já tinha vendido 25 aviões da mesma família a uma companhia aérea do Médio Oriente. O objetivo da fabricante francesa é aumentar as encomendas nesta feira, na qual tem estado bem atrás das suas principais concorrentes norte-americanas.

A notícia da venda recorde foi bem recebida nos mercados. Na Bolsa de Paris, as ações da empresa francesa estão a levantar voo, seguindo a ganhar 4,01% para 86,89 euros.

Boeing responde com negócio de 27 mil milhões

Pouco menos de se saber que a Airbus tinha conseguido fechar este negócio recorde, uma das suas maiores concorrentes dá uma resposta à altura. A Boeing anunciou que a flydubai encomendou 225 aviões do modelo 737 MAX, totalizando um negócio de 27 mil milhões de dólares. Esta é, segundo a fabricante norte-americana, a maior encomenda alguma vez feita por uma companhia aérea do Médio Oriente.

Kevin McAllister, presidente executivo da Boeing, afirmou que esta está “honrada porque a flydubai escolheu ser um operador totalmente Boeing por muitos anos.” A Bloomberg avança que, inicialmente, este negócio era para ser dividido entre a Boeing e a Airbus, mas a norte-americana conseguiu levar a melhor.

A companhia aérea estatal do Dubai completa assim 320 encomendas feitas à Boeing, 67 das quais do modelo 737.

Quer garantir sua vaga em uma dessas aeronaves?

Agende já sua aula experimental Grátis e faça nosso modulo de seleções internacionais!

ICAO NOW!

Seu futuro em suas mãos....

Tags:

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

PARCEIROS

INSTITUIÇÃO

ICAEA-logo-header.png
  • Facebook Social Icon
  • Instagram
  • Twitter Social Icon
  • LinkedIn Social Icon

Com mais de 10 anos de atuação no setor de ensino de línguas.

Especializada em inglês aplicado.

Cursos elaborados conforme a necessidade de cada cliente.

Colaboramos com projetos variados por todo o mundo desde entrevistas até simuladores de vôo.

whatsapp.png

INSTRUTOR

Aviação: ICAO 6 
PILOTO MLTE IFR PLA

INVA ANAC / FAA 

Ficha Técnica:

Formação completa EUA  (Inglês Nativo)

Bacharel Ciências Aeronáuticas

Pós-graduado em ensino de  língua Inglesa com ênfase em uso de novas tecnologias (Certificado pela BRIDGE)

Google Certified Educator

Cambridge Proficiency Exam (CPE), TOEIC, CPL ,TOEFL.

Copyright © 2020 ViP Systems ltd. Todos os direitos reservados. É expressamente proibido a cópia total ou parcial de qualquer parte deste  conteúdo, bem como o uso em sala de aula de material reproduzido sem o consentimento do autor ou editor da obra, estando o infrator sujeito às penalidades previstas em Lei. Lei do Direito Autoral, LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.