O Fim de uma Era. Airbus A380 encerra produção.


A Airbus confirmou oficialmente o fim do A380. Por causa da falta de demanda das companhias aéreas, a produção de superjumbo deve cessar em 2021.


Enquanto o icônico avião de passageiros pode ser admirado pelos entusiastas da aviação, ele nunca ganhou muita popularidade com os clientes (os Emirados à parte). Introduzido no mercado há mais de uma década, o superjumbo gerou apenas 313 pedidos em 31 de janeiro de 2019.


Mais recentemente, as notícias de companhias aéreas cancelando seus pedidos de A380 eram muito mais comuns do que alguém que realmente encomendava o avião jumbo. Tomemos, por exemplo, os últimos seis meses:


Em fevereiro de 2019, a Qantas confirmou o cancelamento de seu pedido de oito superjumbos. O pedido foi feito em 2006, mas os aviões não fazem parte da frota da companhia aérea e dos planos de rede há algum tempo.


Em novembro de 2018, a Air France decidiu se livrar de metade de sua frota do A380, não renovando seus contratos de arrendamento.


Em junho de 2018, a Singapore Airlines, cliente de lançamento do modelo, devolveu dois superjumbos a uma locadora, a empresa de investimentos alemã Dr. Peters Group. O locador lutou tanto para encontrar novos clientes para a aeronave que decidiu descartar os dois A380 e vendê-los por peças.


Mas o fim da série realmente começou a parecer uma possibilidade no início de 2019, quando até a Emirates - o maior cliente do modelo, responsável por mais da metade (162 em 31 de janeiro de 2019) de todas as suas vendas - começou a duvidar da aeronave amada. Em fevereiro de 2019, a Airbus admitiu as conversas em andamento com a companhia aérea Gulf, enquanto relatórios anteriores indicavam que estavam procurando converter alguns ou todos os pedidos recentes de 20 A380s para A350 ou A330 menores e mais novos.


Agora, a Airbus confirma que a companhia aérea Gulf está de fato reduzindo sua carteira de encomendas, mas está descartando não apenas a última encomenda de 20 aeronaves. Na verdade, a Emirates está cancelando 39 A380s, deixando apenas 14 em carteira de pedidos da Airbus. "Como consequência desta decisão e dada a falta de pedidos em carteira com outras companhias aéreas, as entregas do A380 cessarão em 2021", anunciou o fabricante em comunicado.


Além da Emirates, o único outro pedido do A380 continua sendo o da ANA para 3 aeronaves.


O A380 nunca foi feito para um mercado de alto volume, declarou Tom Enders durante a conferência de imprensa em 14 de fevereiro de 2019. Na verdade, a primeira vez que o programa deixou de causar prejuízos para a empresa foi em 2015. Mas desde então, A questão de seu futuro aumentou repetidas vezes, então parar a produção é "a decisão certa no momento", acredita Enders.



Você acha que é o fim da era das aeronaves superjumbo? Comente abaixo.




Ainda dá tempo de voar um A380! Dê o primeiro passo....

Agende Já a sua Aula experimental Grátis!

ICAO NOW!

Seu Futuro em Suas Mãos....


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

PARCEIROS

INSTITUIÇÃO

ICAEA-logo-header.png
  • Facebook Social Icon
  • Instagram
  • Twitter Social Icon
  • LinkedIn Social Icon

Com mais de 10 anos de atuação no setor de ensino de línguas.

Especializada em inglês aplicado.

Cursos elaborados conforme a necessidade de cada cliente.

Colaboramos com projetos variados por todo o mundo desde entrevistas até simuladores de vôo.

whatsapp.png

INSTRUTOR

Aviação: ICAO 6 
PILOTO MLTE IFR PLA

INVA ANAC / FAA 

Ficha Técnica:

Formação completa EUA  (Inglês Nativo)

Bacharel Ciências Aeronáuticas

Pós-graduado em ensino de  língua Inglesa com ênfase em uso de novas tecnologias (Certificado pela BRIDGE)

Google Certified Educator

Cambridge Proficiency Exam (CPE), TOEIC, CPL ,TOEFL.

Copyright © 2020 ViP Systems ltd. Todos os direitos reservados. É expressamente proibido a cópia total ou parcial de qualquer parte deste  conteúdo, bem como o uso em sala de aula de material reproduzido sem o consentimento do autor ou editor da obra, estando o infrator sujeito às penalidades previstas em Lei. Lei do Direito Autoral, LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.